Fiadores e locatários

Em qualquer contrato uma parte pode ser representada por outra pessoa que detenha uma Procuração, que é o documento adequado para este fim.

Esta procuração deve ser pública, determinar os poderes que o procurador tem de representar, ter ou não prazo de extinção, podendo ser particular ou estar dentro de um contrato. As regras desta procuração devem ser acordadas entre as partes com a realização de um contrato de mandato.

De acordo com as imobiliárias, na locação de imóveis não é diferente e o procurador é figura constante em determinados contratos com representação individual ou solidária. As principais situações em que a figura do procurador é mais comum.

  • na locação: quando o locador ou o locatário não podem estar presentes na assinatura do contrato. O procurador pode ter poderes para assinar, dar e receber, pagar, etc.
  • assinatura e andamento do contrato: o procurador terá poderes para representar em todos os atos do contrato, da assinatura ao encerramento.
  • imobiliária como procuradora: quando a imobiliária assina o contrato de locação, ela recebeu do locador os poderes para tanto e toda a relação locatícia até o limite que a procuração informa é resolvida com a imobiliária.

ponto comercial curitiba parana